Adeus, Dino de Laurentis, e outras da Sétima Arte

Adeus ao produtor Dino De Laurentiis

A indústria do cinema perdeu nesta semana um de seus nomes mais importantes: Dino De Laurentiis, célebre produtor de diretores italianos como Federico Fellini e Roberto Rossellini. De Laurentiis tinha 91 anos de idade e morreu em Los Angeles, na Califórnia, onde vivia desde os anos de 1970. Ele nasceu em 1919 na cidade de Torre Annunziata, perto de Nápoles, e começou a trabalhar com cinema aos 20 anos, quando viria a se tornar um dos principais produtores da safra italiana do pós-guerra e do neorrealismo. Na Itália ele aparece nos créditos de “Arroz Amargo” (1949), de Giuseppe De Santos, “Onde Está a Liberdade?” (1954), de Roberto Rossellini, e “A Grande Guerra” (1959), de Mario Monicelli, com Alberdo Sordi e Vittorio Gassman (vencedor do Leão de Ouro em Valência). Na década de 1970, ele mudou-se para os Estados Unidos e lá produziu alguns clássicos e recordistas de bilheterias, como “Serpico” (1973), de Sidney Lumet; “Três Dias do Condor” (1975), de Sydney Pollack; “King Kong” (1976), de John Guillermin; “Duna” (1984) e “Veludo Azul” (1986), de David Lynch.

 

Brasília se prepara para maratona de filmes brasileiros

O Festival de Cinema de Brasília chega a sua 43ª edição. O evento, que começa no próximo dia 23 e vai até o dia 30, apresenta este ano na competição seis longas, 12 curtas em 35mm e 22 filmes digitais (entre curtas e médias). Na cerimônia de abertura do festival será exibido o filme “Lílian M: Relatório Confidencial”, do cineasta Carlos Reichenbach, em cópia restaurada. A sessão será antecedida por um concerto da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, local onde será realizada a cerimônia. Já no encerramento, o público poderá conferir a apresentação do longa “Os Deuses e os Mortos“, com direção de Ruy Guerra.

 

Coppola vem ao Brasil lançar “Tetro

O diretor Francis Ford Coppola, famoso por sua saga “O Poderoso Chefão”, chega ao Brasil este mês para o lançamento de “Tetro”, seu último trabalho atrás das câmeras. O cineasta chega primeiro a São Paulo, no dia 29 de novembro, seguindo logo depois para o Rio de Janeiro. Além de dirigir, Coppola também assina como produtor e roteirista. O filme conta a história de Bennie (Alden Ehreinreich), um jovem de 17 anos que viaja para Buenos Aires à procura de seu irmão mais velho, Tetro (Vincent Gallo). Ele descobre que o irmão se tornou uma pessoa melancólica, que pouco se parece com a imagem da qual ele se lembrava. A data de estreia do longa está marcada para o dia 10 de dezembro.

 

Nicolas Cage vive cavaleiro do século 14

O ator Nicolas Cage será visto muito em breve nas telas em “Caça às Bruxas”, suspense sobrenatural no qual é novamente dirigido por Dominic Sena – o mesmo que assinou “60 Segundos”. Cage interpreta um cavaleiro do século 14, durante a epidemia de Peste Negra que assolou a Europa, quando precisa transportar uma bruxa suspeita de ser a causadora da epidemia até uma abadia onde vivem monges treinados em exorcismo. O elenco ainda conta com Ron Perlman (“Hellboy”), Stephen Campbell Moore, Robert Sheehan, Claire Foy, Ulrich Thomsen, Stephen Graham e Christopher Lee. O roteiro é de Bragi Schut Jr. (Threshold). “Caça às Bruxas” estreia em 31 de dezembro no Brasil e 7 de janeiro nos EUA.

 

Mago Merlin vai ganhar nova produção

A produtora Working Title anunciou que está desenvolvendo um novo filme sobre o Mago Merlin. Mas não se trata de uma animação e sim uma produção com atores de verdade. A ideia é colocar Merlin em um cenário contemporâneo e apresentar todas as figuras fantásticas da história num contexto de modernidade – como visto em “O Aprendiz de Feiticeiro”, superprodução assinada por Jon Turteltaub com Nicolas Cage no elenco. O britânico Jay Basu é quem está escrevendo o roteiro. Ainda pouco conhecido, Basu tem no currículo o roteiro do filme “Song of Songs”, de 2005, e é autor do romance de 2003 “The Stars Can Wait“.

Anúncios

Sobre fnaxbuzios

Na Arte, faço de tudo um pouco: desenho, pinto, faço cerâmica. Cometo minhas poesias e contos. Sou tradutor de artigos científicos e livros da área médica. Fiz algumas exposições de cerâmica e desenhos no Rio de Janeiro, Niterói, Búzios, Rio das Ostras e São Paulo. Um livro publicado (em co-autoria): "O Ensino de Primeiro Grau". Artigos em jornais daqui de Búzios. Formado em Pedagogia da Arte e em Medicina Veterinária (por isso, dei muita aula de Educação Artística, sobretudo Cerâmica, e trabalhei bastante como veterinário de campo). Ex-professor universitário - na cadeira de Composição II de Arte na Faculdade de Arte do Centro Educacional de Niterói, e de Bioquímica e Fisiologia em algumas Faculdades do Rio de Janeiro. Mestrado (ainda não defendido) de Patologia Experimental pelo Departamento de Patologia Clínica do Hospital Universitário Antônio Pedro - Niterói / Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - Universidade de São Paulo. Vivo aqui no paraíso de Búzios há 12 anos... na Marina da Praia Rasa. Rubronegro doente. Amo o Rock Clássico. E o Carnaval. Um enorme orgulho profissional: ter sido Diretor Carnavalesco da Escola de Samba Combinados do Amor, a gloriosa agremiação do bairro do Caramujo, em Niterói... Meu bloco carnavalesco para sempre: "Filhos da Pauta", também de Niterói. Sou Cidadão Buziano diplomado. Sou membro da Academia de Letras e Artes Buziana. Meu projeto atual: estou envolvido na edição de meus contos e poesias em forma de e-book (antes da edição em papel...) e numa exposição de desenhos e guaches a ser realizada em breve no Rio de Janeiro e, aproveitando o embalo, em outra, cá em Búzios e em Cabo Frio (simultâneas), só de esculturas de barro. Hoje em dia, pertenço ao Conselho Editorial e escrevo de vez em quando no Jornal Primeira Hora, único diário de Búzios. E, vez por outra, vou conversar um pouco sobre cultura e otras cositas más no programa Bom Dia Búzios, na rádio Búzios-Cabo Frio AM1530, de 10 ao meio-dia, quartas e quintas. Frase para me definir: odeio incondicionalmente qualquer tipo de preconceito. Adoro minha praia Rasa, onde vivo, sou da noite, sou festeiro, e meu Triângulo das Bermudas é o eixo Rio - Niterói - Búzios. Meu maior vício é conversar (sempre! muito!...) com as pessoas - jogar conversa fora, filosofar, falar sobre cultura, rir... Objetivo maior: viver o momento presente, todos os momentos da minha vida. Profissão de fé: amizade acima de tudo! "Leia poesia... não dói, não engorda, e é de graça. Além disso, faz pensar e exercita os músculos cerebrais."
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s