Palavra, poesia e cultura

Palavra, Poesia e Cultura

Como parte das atividades do II Encontro Anual dos Poetas Del Mundo – fazendo Arte em Búzios, realizado esse fim de semana em nossa Aldeia, tivemos na Escola Municipal Vereador Emigdio Gonçalves Coutinho uma mesa redonda cujo tema foi “A importância da Poesia no Terceiro Milênio”. Chegada a minha vez, optei por falar sobre a PALAVRA. Lembrei à platéia que a PALAVRA poderá ter conotação poética se, por exemplo, vier carregada de sensibilidade e objetividade – pois Poesia é, quase que instintivamente, um texto sensível, conciso e que toca os nossos sentimentos. Mas a PALAVRA também tem outros significados não tão poéticos – por exemplo, quando um operário é comunicado de sua demissão, ou quando um enfermo recebe a informação que seu mal é terminal. Não importa. O importante, a meu ver, é jamais alienar a PALAVRA de seu Significado Justo. E falando da Juventude Buziana, disse eu que o essencial é que os jovens aprendam a ler e escrever bem, que saibam decodificar o significado de uma frase dita por alguém, de uma reportagem no jornal, de uma notícia na televisão, de uma nota em um blog, e quando “conversam” através do computador nos Facebooks & Orkuts da vida.

Obviamente o Professor de Português deve ensinar seus Alunos a ler e escrever bem. Mas é meu ponto de vista que os demais Professores também devam estar preparados para ensinar a nossa língua. Então, o Professor de Matemática, por exemplo, deveria ensinar nossa língua e Matemática, etc., para que os Alunos encontrem na Escola um ambiente propício para o aprendizado e domínio da ferramenta básica e essencial para uma boa comunicação – o Idioma Português. É preciso criar em cada Escola uma NUVEM (conceito atualmente em moda na internet) onde boa parte do esforço intelectual de Alunos e Professores se traduza em um bom entendimento do idioma – condição sine qua non para que nós, Homo sapiens que pretendemos ser, alcancemos um patamar mais elevado, o de Homo loquens – gente que sabe conversar, que sabe falar bem, que ENTENDE E SE FAZ ENTENDER.

Mas voltando à Poesia. É difícil, para a Poesia, concorrer pela atenção dos jovens com os ipods, computadores, netbooks e notebooks, PCs, tabletes eletrônicos, videogames… e sobretudo é difícil competir com a massificação televisiva a que todos nós, sem exceção, estamos diariamente expostos. Então, devemos festejar intensamente a real existência da Poesia aqui em Búzios, e não da praticada apenas pelos poetas já crescidinhos. Festejemos o fato que, aqui em nossa Península, alguns jovens estão praticando de forma viva e dinâmica essa forma sensibilíssima de expressão humana. Que o digam a Chiara e a Stella, adolescentes e verdadeiras poetisas, apresentadas a mim durante as festividades dos Poetas Del Mundo na Praça Santos-Dumont. Parabéns pelas belíssimas poesias, meninas… e parabéns a todos os demais participantes de recente Concurso de Poesia da nossa Rede Pública de Ensino. Se tivesse qualificação para dar algum conselho a esses meninos e meninas, diria: não esmoreçam, avancem em seus estudos, procurem conhecer melhor o nosso idioma. Acreditem, perseverem, e os resultados serão excepcionais e valerão para toda a vida. Façam poesia, sim, sempre; mas sobretudo vivam poeticamente, curtindo e compreendendo as belezas que estão bem diante de vocês, nesse início de vida.

Mas antes do fazer da Poesia, é preciso que nos entendamos verbalmenteque nada é mais triste do que ouvir alguém dizer alguma coisa e entender essa coisa pela metade, ou simplesmente nada entender. Então, que os jovens tenham maior oportunidade de escrever, e perguntem, perguntem sempre que uma PALAVRA lhes pareça estranha, ou quando não compreenderem um conceito ou uma idéia. E que os Professores de todos os níveis e disciplinas se juntem num esforço conjunto que resulte em Alunos mais desejosos de ler e escrever, que sintam prazer em ler, ler e sempre ler! É preciso que os jovens (e todos nós, marmanjos também, porque não?) leiam mais, descubram os tesouros ocultos da boa leitura e transportem suas idéias para o papel, ou para o computador. Com isso, o universo mágico da leitura se abrirá ainda mais, se ampliará em seu leque, permitindo mergulhos em países distantes e misteriosos, em paisagens maravilhosas, mágicas, em um mundo rico e sempre surpreendente… E que venham mais Concursos de Redação, de Textos Literários, de Poesia! Tenho certeza que esse é um caminho bom. Que nossos Professores e Professoras, profissionais tão devotados e bravos, tão sacrificados, que batalham cotidianamente para o aperfeiçoamento pessoal, intelectual e social da nossa juventude buziana, tenham à sua disposição todas as condições, materiais e sobretudo financeiras, para realizar ainda mais eficazmente a mais nobre tarefa a que um ser humano pode aspirar – a orientação e o ensino dos jovens.

Na Academia de Letras e Artes Buziana, nossa meta essencial é promover a Cultura de Búzios através de ações proativas. E muitas dessas ações são e serão orientadas preferencialmente para a juventude buziana. Um dos objetivos mais queridos por nós Acadêmicos é que tais ações resultem em MAIOR CONSUMO DO LIVRO. Que toda a comunidade leia mais. Na ALAB, nos esforçaremos sempre para que a comunicação entre os jovens fique ainda mais sintonizada e afinada. E para que o fosso profundo que é a questão da comunicação entre jovens e adultos seja eliminado por uma ponte sólida e permanente, chamada COMPREENSÃO DA PALAVRA.

Modificar comportamentos, em se tratando da juventude na Escola, é tarefa PERIGOSA – este é um esporte verdadeiramente radical. Com uma pequena GRANDE diferença: os praticantes desse esporte – os nossos queridos Professores, sobretudo – tentam por todos os modos realizar tal prática, mas quem pode se ferir, quem pode “quebrar a cara”, e muito, são os Estudantes. Crianças e adolescentes são personalidades plasmáticas, que mudam e estão sujeitas a todo tipo de influência. Por isso, acredito que nas nossas Escolas a orientação oferecida à juventude deva ser planejada de maneira consistente e consciente, estruturada e fundamentada, discutida e organizada, calorosa e amiga, e centrada no Aluno, para que a nossa NUVEM, envolvendo todos os atores do processo – Alunos, Professores, Pais e a Comunidade em geral – se transforme num Caldeirão de Cultura, onde fervilhem idéias originais e atos criativos e atividades positivas, e onde sejam descortinados novos cenários e novos mundos… alimentando num processo contínuo a nossa juventude e os demais participantes e, por extensão, a comunidade buziana como um todo. Em última análise, a meta dessa Nuvem de Conhecimento e de Cultura é a formação de cidadãos conscientes, éticos, informados e capazes de decodificar com clareza o constante bombardeio de informações desse nosso mundo moderno. Pessoas que saibam LER SUA CIDADE. Cidadãos participativos que entendam e se façam entender objetivamente e que estejam capacitados para escolher conscientemente os melhores rumos para sua Cidade e para suas vidas. É isso o que penso a respeito.

Fernando Naxcimento fnax@terra.com.br

Tradutor e artista plástico, ex-professor, Membro do Conselho Consultivo do Jornal Primeira Hora e Acadêmico da ALAB – Academia de Letras e Artes Buziana

Anúncios

Sobre fnaxbuzios

Na Arte, faço de tudo um pouco: desenho, pinto, faço cerâmica. Cometo minhas poesias e contos. Sou tradutor de artigos científicos e livros da área médica. Fiz algumas exposições de cerâmica e desenhos no Rio de Janeiro, Niterói, Búzios, Rio das Ostras e São Paulo. Um livro publicado (em co-autoria): "O Ensino de Primeiro Grau". Artigos em jornais daqui de Búzios. Formado em Pedagogia da Arte e em Medicina Veterinária (por isso, dei muita aula de Educação Artística, sobretudo Cerâmica, e trabalhei bastante como veterinário de campo). Ex-professor universitário - na cadeira de Composição II de Arte na Faculdade de Arte do Centro Educacional de Niterói, e de Bioquímica e Fisiologia em algumas Faculdades do Rio de Janeiro. Mestrado (ainda não defendido) de Patologia Experimental pelo Departamento de Patologia Clínica do Hospital Universitário Antônio Pedro - Niterói / Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - Universidade de São Paulo. Vivo aqui no paraíso de Búzios há 12 anos... na Marina da Praia Rasa. Rubronegro doente. Amo o Rock Clássico. E o Carnaval. Um enorme orgulho profissional: ter sido Diretor Carnavalesco da Escola de Samba Combinados do Amor, a gloriosa agremiação do bairro do Caramujo, em Niterói... Meu bloco carnavalesco para sempre: "Filhos da Pauta", também de Niterói. Sou Cidadão Buziano diplomado. Sou membro da Academia de Letras e Artes Buziana. Meu projeto atual: estou envolvido na edição de meus contos e poesias em forma de e-book (antes da edição em papel...) e numa exposição de desenhos e guaches a ser realizada em breve no Rio de Janeiro e, aproveitando o embalo, em outra, cá em Búzios e em Cabo Frio (simultâneas), só de esculturas de barro. Hoje em dia, pertenço ao Conselho Editorial e escrevo de vez em quando no Jornal Primeira Hora, único diário de Búzios. E, vez por outra, vou conversar um pouco sobre cultura e otras cositas más no programa Bom Dia Búzios, na rádio Búzios-Cabo Frio AM1530, de 10 ao meio-dia, quartas e quintas. Frase para me definir: odeio incondicionalmente qualquer tipo de preconceito. Adoro minha praia Rasa, onde vivo, sou da noite, sou festeiro, e meu Triângulo das Bermudas é o eixo Rio - Niterói - Búzios. Meu maior vício é conversar (sempre! muito!...) com as pessoas - jogar conversa fora, filosofar, falar sobre cultura, rir... Objetivo maior: viver o momento presente, todos os momentos da minha vida. Profissão de fé: amizade acima de tudo! "Leia poesia... não dói, não engorda, e é de graça. Além disso, faz pensar e exercita os músculos cerebrais."
Esse post foi publicado em Malazartes... a minha produção. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s